O que fazer para abrir espaço em um mercado de trabalho competitivo

Em concursos públicos, costuma-se dizer que, para obter a aprovação, o candidato só precisa de uma vaga. Já no mercado de trabalho aberto, em que as vagas disponíveis não são conquistadas por concurso, é preciso muito mais do que apenas uma posto em aberto.

Esta é uma questão que se impõe, num cenário de economia estagnada e poucas oportunidades no mercado formal. Se está difícil conseguir um emprego, a saída é empreender, e para isso valem as dicas do especialista norte americano Richard Agu, que enumera as principais características necessárias a quem quer empreender e ser seu próprio patrão.

A primeira delas é focar em um alvo específico. Um erro comum em muitos novos empreendedores é justamente não ter um nicho de atuação bem definido. Portanto, antes de partir para gerenciar um negócio, é fundamental delimitar com exatidão o que se pretende vender, qual será seu público e como isso será feito.

Uma vez que o negócio esteja claramente visualizado, será hora de estipular o diferencial em relação ao mercado. De pouco proveito para o empreendedor será um modelo de negócios já conhecido, portanto, aqui a palavra de ordem é inovação. Buscar um diferencial competitivo, e que o torne superior à concorrência, é o objetivo nessa etapa. Uma análise SWOT pode ajudar a identificar onde encontrar um diferencial competitivo comparando-se aos concorrentes.

Uma outra dica de Agu é, para quem ainda não se sente seguro o bastante para começar um novo negócio, fazer investimento em franquias. Nesse modelo, o empreendedor terá a segurança de começar com um negócio já consolidado, o que pode também servir como aprendizado para futuros empreendimentos. Outra vantagem é que existem franquias que saem baratas para quem tem pouco capital, espaço e recursos para começar.

Também é muito importante observar o que está em alta no mercado. Produtos com grande aceitação, logicamente, terão maior rotatividade, o que potencializa os lucros e possibilita investir posteriormente em algo que o empreendedor tenha afinidade, mas que não esteja num momento favorável para levar adiante.

Por último, mas não menos importante, é imprescindível buscar apoio especializado. Ter aulas, conversar com profissionais mais experientes e ouvir dúvidas de clientes faz toda a diferença no competitivo mundo dos negócios.