Coworking para médicos – Será? Uma empresa mineira aposta na ideia

Imagem relacionada

Engana-se quem pensa que os espaços de coworking estão limitados às empresas das áreas de marketing, contabilidade ou administração, por exemplo. Recentemente, em maio, os sócios Bernardo Chalfun, de 36 anos, seu irmão Felipe, 38, e Jefferson Amaral, 38, resolveram apostar em um público diferente para os locais de trabalho colaborativos – os profissionais da saúde.

Os três empresários são moradores de Belo Horizonte e fundaram o Life&Co, um espaço coworking voltado para médicos e dentistas. Lá, são sete salas próprias para o atendimento médico e uma especializada para a serviço odontológico. “Fornecemos vaga de estacionamento, pia, maca, computador conectado à televisão, negatoscópio [aparelho utilizado para visualização de chapas de raio-X] e uma secretária para auxiliar no agendamento de consultas”, conta Bernardo, que é formado em fisioterapia.

Com o objetivo de gerar uma proximidade maior com os inquilinos, o Life&Co ainda proporciona também um outro tipo de auxílio – “Temos um comprometimento de captar clientes para o nosso inquilino através do marketing digital. Colocamos os contatos deles no nosso site, fazemos ações […] Trata-se de entender que a nossa missão é também contribuir para o crescimento profissional dos nossos frequentadores”, explica Bernardo Chalfun.

A intenção dos empresários mineiros é que o ambiente abrigue uma variedade de especialistas para criar uma rede de profissionais que se ajudem. “Dessa forma, podemos ter uma troca de indicações lá dentro mesmo, o que torna o alcance para pacientes muito maior”, salienta Bernardo, que ainda acrescenta – “Queremos investir nisso. Criar mídias internas para os inquilinos da casa, com o tempo promover encontros e cafés entre eles. Tudo para aumentar o networking desses profissionais.”

Para Bernardo Chalfun, o Life&Co é uma boa aposta para aquele profissional que está procurando um local bem localizado e decorado. “Investimos bastante em promover um bom ambiente para o profissional e seus pacientes”, garante o empresário. Quem quiser usufruir do espaço planejado pelos três mineiros, pode optar tanto por alugar salas de forma avulsa quanto por meio de turnos. Um período de seis horas, por exemplo, custa R$ 650.