Como conseguir capital para seu negócio

Ter o capital necessário para abrir um negócio costuma ser o maior obstáculo para quem sonha em ser empreendedor. Muitos chegam até a desistir do sonho por não encontrar uma forma de adquirir o capital inicial para a empresa, pois, a ausência do capital dificulta a abertura de novos negócios e isso não ocorre só no Brasil, mas sim em todo o mundo. O que poucos empreendedores sabem é que muitas empresas de sucesso começaram com muito pouco dinheiro ou com o capital que dispunham, sendo elas empresas famosas, desconhecidas, regionais e globais. Contudo, hoje em dia existe diversas maneiras para obter o capital necessário para abrir um negócio, sendo a maioria desconhecida por muitas pessoas.

 

A primeira grande maneira de se obter esse capital é através de bens e reservas já existentes. Pode ser de início poucas economias guardadas ou o valor de algum bem que pode ser vendido. Essa opção costuma ser a mais comum e a primeira opção quando se pensa em conseguir dinheiro, por isso ela é a mais usada. Muitas empresas começaram a partir de bens que foram vendidos para serem investido na locação de um espaço ou na compra de algum equipamento necessário. Como é o caso da Tecnogera – empresa de locação de equipamentos para geração e transformação de energia – que começou com o investimento da venda de um carro.

 

Pedir ajuda nunca é demais e os familiares, amigos e conhecidos podem auxiliar nisso. Há muitos relatos de empresas famosas que receberam ajuda de pessoas próximas para poderem iniciar suas operações. Além de receber auxilio com o capital para o seu negócio, essa ajuda poderá proporcionar um vínculo de sociedade e parceria para a empresa.

 

Outras duas maneiras de adquirir o capital necessário são os pré-pagamentos e financiamentos coletivos. Negócios com poucos recursos possibilitam a utilização do pré-pagamento, onde o futuro cliente paga de forma antecipada para receber o produto ou o serviço que o negócio oferece. Como por exemplo: alguém que oferece apartamentos para um proprietário de terreno, sendo o proprietário que pagará antecipadamente pelos apartamentos que serão construídos no terreno que ele irá vender. É uma forma de financiar um negócio que ainda irá entrar em execução.

 

Os empréstimos devem ser minuciosamente analisados pelos empresários, pois a maioria se assusta com os juros altos encontrados no mercado. Porém existem algumas opções que podem ser estudadas. Uma delas é o FINAME – linha do BNDES oferecida por bandos conveniados. Esta opção é interessante para negócios que necessitam da compra de maquinas e equipamentos, pois os juros são reduzidos. Grandes bancos também oferecem uma linha de empréstimo alternativa para investidores que pensam em abrir uma ou mais franquias. As exigências de garantias são bem menores e o franqueador irá influenciar na decisão do empréstimo. Existem instituições como o Banco Pérola que oferecem linhas como microcrédito para negócios que necessitam de pouco capital.

 

E por último, existem fundos governamentais destinados a abertura de novas empresas. Alguns negócios podem recorrer a fundos oferecidos por entidades como CNPq, FINEP, BNDES e fundações estaduais de amparo a pesquisa. Dentre as entidades a FAPESP é a que se destaca por oferecer 1,2 milhões destinado ao financiamento de projetos e pesquisas que geram inovações tecnológicas.